no

Ômicron um clandestino nos voos KL592 2021

Carolina Pimenta, de 28, acabavam de tomar o café da manhã. A KLM forneceu bolinhos com chocolate, ovos e bebidas quentes e frias. No interior dos dois aviões viajavam, no total, 624 passageiros que não podiam desembarcar. Só tinham a informação fornecida pelo piloto. Imediatamente, as notícias começaram a chegar nos celulares. Não vinham somente de uma zona de risco, como do país considerado nesse momento o primeiro foco mundial da inquietante variante ômicron.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários

As imagens mais nítidas de todos os tempos revelam a face irregular de bacté

Osirianos, a civilização avançada que antecedeu os Egípcios