no

Astrônomos detectam buraco negro se movendo a 230 milhões de anos-luz

Em artigo publicado nesta sexta-feira (12) no Astrophysical Journal, pesquisadores do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian anunciaram a detecção mais clara já feita de um buraco negro supermassivo em movimento.

Por muito tempo, cientistas imaginavam que esses objetos podiam vagar pelo espaço — mas flagrá-los fazendo isso não é tarefa fácil. “Não esperamos que a maioria dos buracos negros supermassivos se movam; eles geralmente se contentam em ficar parados”, afirma Dominic Pesce, astrônomo do Centro de Astrofísica que liderou o estudo. “Eles são tão pesados que é difícil colocá-los em movimento. Considere como é muito mais difícil chutar uma bola de boliche do que chutar uma bola de futebol — percebendo que, neste caso, a ‘bola de boliche’ tem vários milhões de vezes a massa do nosso Sol. Isso vai exigir um chute bem poderoso.”

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários

Não é fácil falar cobrês

Como nosso corpo reage ao perigo?